31 de ago de 2013

REVIVENDO O CLÁSSICO


O jogo em destaque nesta postagem foi válido pela Copa João Havelange de 2000. A competição foi realizada pelo Clube dos 13, já que a CBF estava impedida pela justiça de organizar torneios. Foram, ao todo, 116 clubes divididos em quatro módulos. Fluminense e Santos participaram do módulo Azul, ao lados dos demais times de primeira divisão.
Apesar da boa campanha na primeira fase, quando terminou em terceiro, com 42 pontos (a melhor campanha foi a do Cruzeiro), o tricolor das Laranjeiras foi eliminado nas oitavas-de-final da Copa João Havelange pelo novato São Caetano, clube com apenas 10 anos de existência.
Como curiosidade destaco que Carlos Germano era o goleiro Santista. Ele se machucou durante o jogo e deu lugar a Pitarelli. O Flu saiu atrás e virou o jogo com dois gols do zagueiro César, em dois minutos: aos 41 e aos 43 do segundo tempo. Para aumentar o tom de dramaticidade do jogo, Donizete Amorim perdera um pênalti quando o Santos já vencia por 1 x 0. A partida foi realizada em 05/08/2000 e teve arbitragem de Carlos Eugênio Simon.

Nenhum comentário: