7 de set de 2012

A BOA ILUSÃO



O Brasileirão é longo. A maratona tem várias mudanças de posição. Não se pode dizer, hoje, quem será o campeão em dezembro. É leviano quem faz esse tipo de comentário: ou quer ser adivinho, ou não acompanha a competição.
De qualquer maneira, ser líder é sempre bom. Ainda mais quando se está na segunda metade da competição. Foi o que aconteceu com o Fluminense na noite de ontem, no Engenhão. Ao vencer o Santos, o Tricolor desbancou o Atlético-MG e agora está na ponta da tabela.
É uma liderança ilusória, afinal o Galo tem uma partida a menos em relação ao adversário. Apesar disso, é aquela ilusão que faz bem e motiva. Nesse caso, mesmo sendo enganado, o torcedor sorri de orelha à orelha e não quer mais nada no feriado.
O Fluminense está crescendo em um momento importante do Brasileiro. Ontem, o time foi bem e ofereceu boas alternativas para Abel. Samuel mostrou que pode ser um reserva de confiança. Não à toa o clube dispensou Rafael Moura. Wellingon Nem vestiu a roupa de liderança e parecia um veterano no ataque. Wágner, de quem pouco se esperava, está crescendo abruptamente.
Um capítulo a parte é Jean. Um jogador equilibrado e constante. Um verdadeiro motor para o Fluminense. Muitas jogadas passam por seus pés, além de ser um grande ladrão de bolas. Não bastasse isso, Jean ainda chuta bem de fora da área.
Com tudo isso, o Flu merecia a liderança, mesmo que seja ilusória. É momennto de curtir isso e de ganhar um impulso ainda maior para que a última rodada do Brasileirão seja como esta que passou. 

Nenhum comentário: