7 de set de 2012

O MASOQUISTA

Quem não conhece aquela história, na qual o namorado não quer mais ficar com a namorada e ela, por sua vez, vive atrás dele, implorando pela sua volta? É algo que beira o patético. A pessoa chega as raias do ridículo, perde seu amor próprio e consegue até sentir prazer com a dor que vive...
Bottinelli nunca deu certo no Flamengo. A exceção de um jogo contra o Fluminense, quando foi responsável direto pela virada espetacular, o argentino jamais teve uma atuação que beirasse o razoável. É daqueles casos clássicos que passam sem ser notados pelo clube.
O hermano tem agora uma nova oportunidade de deixar o Flamengo, assim como aconteceu no início do ano, e sinaliza que quer permanecer. Antes, foi o Cruzeiro o interessado. Agora, um clube do Qatar. Nas duas ocasiões, Bottinelli não teve dúvidas: quer ficar!
O torcedor o vaia, os críticos não o poupam e os treinadores quase nunca o utilizam. Porque então, Bottinelli não quer sair do Flamengo? O que o motiva a ficar? Tudo leva a crer que há nele uma certa tendência ao sofrimento. Talvez, o gringo sinta uma pontinha de satisfação em ser hostilizado.
O cômico e o trágico da história: com a permanência de Bottinelli, quem vai sofrer é o torcedor!

Nenhum comentário: