7 de set de 2012

UMA CENTELHA



O pedido dos atletas do Botafogo para a redução dos preços dos ingressos na partida contra o Náutico, domingo, no Engenhão não é algo inédito no futebol. Houve outros jogadores de outras equipes que já fizeram algo semelhante.
Apesar de não ser novidade, a iniciativa é louvável. Reivindicar a favor dos torcedores é algo que me comove. Afinal, é o povo quem mais sofre com os preços abusivos dos ingressos. O torcedor comum, aquele que mais se envolve com seu time de coração, está cada vez mais afastado dos estádios também por esse motivo.
Além de ser caro, o ingresso não traz nenhum benefício para quem o compra. Via de regra, os estádios no Brasil são desconfortáveis, os serviços são sofríveis e a única atração é o jogo em si. Se fizermos uma análise mais fria sobre o tema, veremos que não há motivos para se ir a um estádio.
A motivação dos jogadores do Botafogo é ter o Engenhão cheio. Não há nenhuma consciência crítica que mova esses atletas. Eles não pedem ingressos mais baratos porque estão indignados com os preços abusivos. Ainda assim, é um movimento interessante e que torço para se propagar Brasil afora.


Nenhum comentário: