1 de jan de 2013

UM SOBREVIVENTE

Quem ouviu a versão de Zinho sobre a saída de Wellington Silva do Flamengo tem, como primeira reação, um impulso de antipatia em relação ao jogador. Como pode alguém não honrar com sua palavra? Como pode alguém garantir que fica no clube e depois sair?
De fato, a falta de palavra é um ato condenado desde que o mundo é mundo. Contudo, no futebol é algo corriqueiro. Que garantias teria Wellington Silva sobre seu futuro no Flamengo? É bom lembrar que o jogador conviveu com a dura realidade de salários atrasados e, certamente, não foi essa a primeira experiência ruim em sua carreira.
Ao 25 anos, e com passagens por times grandes, o lateral sabe que será reserva no Fluminense. Mas, nem esse fato foi capaz de demovê-lo da ideia de trocar de endereço em 2013. Wellington Silva é o famoso gato escaldado, aquele que tem medo de água fria.
Continuo achando que a palavra vale muito. Cumprir promessas deveria ser algo previsto em lei. Se realmente agiu como afirma Zinho, Wellington Silva cometeu um erro grave. Isso, entretanto, não faz dele um crápula, um degenerado. O jogador é apenas um sobrevivente no vil mercado do futebol.

Nenhum comentário: