11 de fev de 2013

EXPECTATIVA E CONFIANÇA

Elias Duba
alfredosampaio.com.br
Ocupando a segunda colocação do grupo A com 11 pontos e com reais chances de classificação para a semifinal da Taça Guanabara, o Madureira vive dias de expectativa. A equipe tem mais dois jogos pela frente, contra Bangu e Fluminense, e depende apenas de suas prórpias pernas para avançar.
O tricolor suburbano conta com um elenco de desconhecidos. Apenas o atacante Jean, com passagens por Vasco, Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense e Santos, entre outros, e o zagueiro Zé Carlos (Fluminense e Botafogo) são jogadores mais conhecidos. Além deles, há o jovem Rodrigo, volante que chegou a jogar pelo Fluminense em 2012. Por isso, o presidente do clube, Elias Duba, se surpreende com a campanha até aqui:
- É uma grata surpresa, mesmo porque contratamos jogadores por indicação mas que eu não conhecia. O Madureira tem atletas pontuais que levam o time nas costas, mas contratou peças de reposição. Lamento os pontos perdidos para o Resende e para o Flamengo, quando poderíamos ter vencido.
Logo em sua estreia na competição, a equipe empatou em 1 x 1 com o Resende, jogando na casa do adversário. Em sequência, o tricolor suburbano jogou no Aniceto Moscoso e repetiu o placar, só que contra o Flamengo. A única derrota até aqui veio para o Audax, atuando em Madureira.
Contra o Bangu, o alerta está acionado. A última vitória sobre o rival da zona oeste foi em 14/03/2004 e determinou o rebaixamento do alvirubro. De lá para cá foram quatro jogos, com quatro derrotas do Madureira. Elias Duba reconhece a dificuldade do confronto:
- Cada jogo tem sua importância e o Bangu é uma espinha em nossa goela. Contra o Fluminense é uma outra etapa, mas no futebol ninguém vence por antecedência.
O Madureira sofreu uma baixa importante em seu elenco: Iranildo, revelado pelo clube em 1994 e posteriormente negociado para Botafogo e Flamengo, brigou com o treinador Alexandre Gama por achar que estava sendo pouco aproveitado. Elias Duba defende o técnico:
- O Gama tem total razão nessa história. O Iranildo foi uma aposta minha. Ele estorou no futebol por minha causa. Foi ele quem me procurou dizendo que queria jogar aqui de novo. Só que ele não conseguiu entrar em forma durante a pré-temporada. O Gama começou a pensar em colocar o Iranildo aos poucos, mas ele não teve paciência e pediu para sair. Não fiz objeção nenhuma.
 Em 2006, o Madureira foi campeão da Taça Rio e vice campeão Estadual, sendo derrotado pelo Botafogo. Em 2007, perdeu a decisão da Taça Guanabara para o Flamengo. O time entra em campo no próximo sábado, às 17h, em Conselheiro Galvão, para enfrentar o Bangu pela sétima rodada do primeiro turno do Estadual. Se vencer, e o Vasco perder para o Audax, em São Januário, o tricolor suburbano garante classificação antecipada para a semifinal.


Nenhum comentário: