2 de abr de 2013

SEM MUDANÇAS

estadao.com.br
Oswaldo de Oliveira é um sujeito convicto de seus ideais. Nunca abriu mão de atuar com apenas um homem de frente e três meias ofensivos. Esse é o sistema de jogo que mais lhe agrada e que adota desde a sua chegada ao Botafogo.
Sem Seedorf, que cumprirá suspensão de forma injusta, já que sua expulsão contaria para a terceira rodada, o treinador optou por escalar Bruno Mendes. Sua opção mais óbvia seria Vitinho, que vinha sendo utilizado nessas ocasiões. Por algum motivo, escolheu o ex-jogador do Guarani.
A entrada deste atacante traz a falsa impressão de uma mudança no desenho tático da equipe. Entretanto, apenas Rafael Marques seguirá como referência. Já foi assim com Herrera e Loco Abreu, quando todos achavam que o Botafogo estava atuando no 4-4-2. Na verdade, o argentino recuava mais e deixava o uruguaio adiantado.
Assim será o Botafogo com Bruno Mendes e Rafael Marques. Bruno será a peça que se encaixará na vaga de Seedorf, porém com características diferentes. Certamente precisará de um tempo durante o jogo para se adaptar e tenderá a se deslocar para sua posição original. De uma forma geral, deve ser o mesmo Botafogo de sempre.

Nenhum comentário: