14 de jul de 2014

PERSPECTIVAS ALVINEGRAS

A volta do Brasileirão está marcada por muitas dúvidas. Não havia, até a parada para o mundial, nenhuma equipe muito acima de qualquer outra. Quem conseguiu se reforçar e aproveitar o tempo de treinos com mais inteligência, certamente colherá os frutos agora. No caso do Botafogo, é de esperar uma melhora do time. Vágner Mancini costuma fazer bons trabalhos por onde passa e tudo o que o técnico precisava era de tempo para trabalhar. O 13° lugar na competição com apenas 9 pontos somados não será problema para Mancini. A tendência é de um acúmulo de pontos nas próximas rodadas.
Já nos últimos três jogos que antecederam a paralisação do campeonato, o Botafogo deu alguns sinais positivos de recuperação. Empatou com o Vitória em Macaé, venceu o Palmeiras em Presidente Prudente e empatou com o Corinthians em São Paulo. Além dos resultados, o time, mesmo que timidamente, apresentou algumas jogadas e melhor movimentação de suas peças.
O elenco carece de peças de reposição, como a maioria das equipes espalhadas Brasil afora. Entretanto, há jogadores ali que demonstram boa capacidade técnica, aliada com experiência. Emerson , Jefferson, Bolívar e Jorge Wagner são bons exemplos. A dupla de zaga formada por Dória e Bolívar, com André Bahia podendo entrar a qualquer instante, mostra consistência. Zeballos, Júnior César, Gabriel e Edílson são nomes que poderiam figurar em qualquer outro time.
O que pode prejudicar a equipe, mais uma vez, é a profunda crise financeira que o clube atravessa. Sem dinheiro para pagar os salários e sem perspectivas de melhora, é de se imaginar que o elenco terá que conviver com essa angústia até o fim da competição. Eis a corda bamba na qual se equilibra o alvinegro. 

Nenhum comentário: